Arbusto assa-peixe: características e propriedades medicinais

arbusto-assa-peixe-com-flores-nos-ramos

Nome científico - Vernonanthura polyanthes

Família - Asteraceae - tribo - Vernonieae

Origem - Nativa do Brasil

Ocorrência - Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná

Características do assa-peixe (Vernonanthura polyanthes):


O assa-peixe é um arbusto perene e com porte entre 2 a 5 metros de altura. Possui caule reto, áspero e de cor verde-musgo a acinzentado. A planta possui muitos ramos, que são finos e tomentosos. As folhas possuem de 10 a 25 centímetros de comprimento, são simples, alternas, espiraladas, pecioladas, com forma lanceolada, margem serrilhada e ápice agudo. A face foliar superior é áspera e de cor verde-escuro, e a face inferior possui pelos e tonalidade mais clara.

As inflorescências em panículas com capítulos pequenos surgem no ápice dos ramos, possuindo de 22 a 24 flores de tonalidade creme, aromáticas e que atraem muitas abelhas.

As sementes, leves e diminutas, são dispersadas pelo vento alcançando longas distâncias. Apesar do baixo percentual de germinação, o nascimento de plântulas ocorre com mais intensidade em áreas degradadas. Por esse motivo, o assa-peixe é considerado uma planta daninha pelos pecuaristas, pois invade as pastagens. Contudo, é recomendada para projetos de recomposição de áreas degradadas por ser nativa, pioneira e melífera.

Propriedades medicinais do assa-peixe:

O assa-peixe é muito empregado na medicina popular para auxiliar no tratamento de bronquite, pneumonia, malária, cálculo renal, reumatismo, febre, tosse, afecções do sistema gástrico e outras do trato respiratório.

As partes aéreas da planta, como os brotos, folhas e flores, são as mais utilizadas sob a forma de chá. E segundo Gomes (2017), são as folhas maduras e senescentes que apresentam maior teor de óleo essencial e compostos fenólicos.

Dentre as propriedades medicinais da planta assa-peixe e que foram comprovadas cientificamente, destacam-se as atividades anti-hipertensiva, diurética (SILVEIRA et al. 2003), antirreumática (JORGETTO et al. 2011), antiulcerogênica (BARBASTEFANO et al. 2007), antimicrobiana (OLIVEIRA et al. 2007), antifúngica, leishmanicida (BRAGA et al. 2006), anti-inflamatória e antinociceptiva (TEMPONI et al. 2012).

Outros usos da planta:

O assa-peixe também é utilizado na culinária como uma PANC (Planta Alimentícia Não Convencional). As folhas são empanadas e fritas, o que faz lembrar peixinhos fritos, além de outras possibilidades de utilização.

Obs.: A planta assa-peixe não é recomendado para grávidas e lactantes.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem