Milho-de-grilo (Lantana trifolia)

 

lantana-trifolia-florida-no-campo


Milho-de-grilo

Família - Verbanaceae J. St.- Hil

Gênero - Lantana L.

Nome científico - Lantana trifolia L.

Origem - nativa do Brasil

uma-inflorescencia-em-espiga-do-milho-de-grilo

A planta de nome popular milho-de-grilo é um subarbusto nativo do Brasil e com ampla distribuição pelo país, podendo ser encontrada nos biomas Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica. Além do Brasil, a sua dispersão como espécie nativa abrange ainda outros países da América Central, Antilhas e América do Sul.

O milho-de-grilo refere-se a planta de nome científico Lantana trifolia e que também é conhecida vulgarmente como lantana-de-três-folhas, erva-de-grilo, grão-de-grilo, pipoca-de-lavanda, camomila-de-pomba, cariaquito, e outros.

Características:


Como características a Lantana trifolia é uma planta perene, que nasce a sol pleno e em solos secos ou úmidos e até pobres em nutrientes, estando presente em vegetação secundária, várzeas e áreas perturbadas como pastagens e beira de estradas.

Apresenta porte de subarbusto com crescimento que geralmente alcança até 1 metro de altura, com ramos eretos contendo em cada nó três folhas verticiladas, ou contendo pares de folhas opostas cruzadas. A folha é simples, oval, oblonga a lanceolada, de margem crenada, base cuneada e possui pelos nas duas páginas, sendo textura áspera na página superior. A planta possui penugem nos ramos, pecíolos e pedúnculos.

A inflorescência se dá em longo pedúnculo que surge da axila foliar com espiga que vai se alongando. Possuem flores tubulares, de corola lilás, ou raramente branca, quase todas com centro amarelo e contém quatro a cinco lóbulos.

Os frutos do milho-de-grilo são globosos, com mesocarpo suculento e quando maduros são roxos e brilhantes, conferindo um belo aspecto ornamental a planta. A propagação pode ser feita por sementes ou estaquia dos ramos.

Usos e propriedades medicinais da Lantana trifolia


ramo-ereto-da-lantana-trifolia-com-tres-folhas-verticiladas-e-inflorescencias

Segundo a literatura científica o milho-de-grilo é utilizado como planta medicinal pela população de vários países. Dentre os usos na medicina popular destacam-se a utilização contra gripe, asma, reumatismo, indigestão, micoses, malária, febre amarela, tosse, leishmaniose, tuberculose, gonorreia, como calmante e anti-inflamatório.

As suas sementes quando roxas são comumente relatadas como comestíveis e de sabor doce, embora até a data dessa publicação não tenham sido encontrados estudos que indiquem a segurança para consumo dos frutos e outras partes da planta. Sendo assim e visto que várias espécies do gênero Lantana possuem alguma toxicidade nas suas folhas e frutos em altas concentrações, como a espécie Lantana camara que é tóxica para bovinos, é sugerido cautela nas dosagens ao consumir a planta milho-de-grilo e outras lantanas.

Entre as propriedades medicinais do milho-de-grilo comprovadas por estudos científicos, foram confirmadas substâncias antimicrobianas nos seus extratos vegetais (FIOCRUZ, Rondônia). Já estudos realizados na Universidade de Zulia, na Venezuela, confirmaram que extratos possuem atividade anti-inflamatória, pois atuaram na inflamação aguda de cobaias diminuindo o edema. A planta também foi estudada na Universidade de Nebraska, nos EUA, lá as partes pesquisadas foram as raízes, sendo comprovado a eficácia dos seus extratos contra a malária.

espiga-com-frutos-roxos-da-lantana-trifolia-no-campo

Obs: A página NossaFloraNossoMeio não orienta quanto ao uso de plantas para consumo, apenas divulga estudos científicos que comprovam os usos populares e as propriedades terapêuticas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem