Poda de inverno no caqui: como fazer?

 
caqui-podado-no-pomar

Como fazer a poda de inverno ou limpeza no caqui

Saiba como realizar a poda de inverno no caqui: os ramos que devem ser podados e os preservados, bem como os benefícios e o que passar nos cortes da poda.

O caquizeiro (Diospyros kaki) é uma árvore frutífera de clima temperado, originário da Ásia, e muito cultivado desde pomares comerciais aos pequenos pomares domésticos devido aos saborosos frutos.

Algumas intervenções, que variam de acordo com os tipos de podas, são feitas na planta, desde a fase de crescimento da muda e ao longo da sua vida adulta, com intuito de adquirir o formato propício para uma boa frutificação, facilitar a colheita, promover a saúde da planta, o rejuvenescimento de plantas com idade avançada, além do equilíbrio entre vegetação e frutificação.

Época de podar caqui:

Na estação do inverno, o caqui ou dióspiro perde as suas folhas por entrar em período de repouso vegetativo. Sendo assim, as reservas nutricionais se concentram na parte baixa da planta, não ocasionando em perdas de carboidratos que estariam presentes na folhagem. Com isso, a época torna-se propícia para a poda de inverno ou de limpeza que pode ser realizada mais para o fim da estação em regiões com riscos de geadas tardias, afim de evitar que as novas brotações sejam danificadas pela ação climática.

Como realizar a poda de inverno ou limpeza no caqui:

O ideal em árvores de caqui é que a planta tenha passado por poda de formação durante a fase juvenil, onde a planta adquiri a forma de taça, com tronco em torno de 50 a 70 cm de altura, de onde partem três ou quatro pernadas (ramos secundários) que serão a base para formação dos ramos terciários, originando a formação da copa.

Já na árvore adulta, realiza-se a poda de limpeza, podendo ser iniciada por baixo, eliminando na base do caule (porta enxerto) os ramos que normalmente surgem abaixo das pernadas.

Na parte superior, deve-se podar os galhos que estão no centro da copa ou direcionados para ela. O intuito aqui é promover maior circulação de ar pelo interior da planta afim de controlar o surgimento de pragas e doenças, e maior incidência solar por toda a vegetação para que haja melhor distribuição de seiva.

Galhos secos, doentes e com pragas devem ser eliminados.

Também devem ser eliminados os galhos e ramos que crescem retos e verticalmente. Esses galhos tendem a ganhar muita altura e produzir excessiva vegetação, causando sombreamento indesejado. São os chamados ramos ladrões ou chupões de energia.

Já os galhos direcionados para fora da copa e posicionados mais na horizontal, devem ser preservados, pois são esses que dão base para os ramos de frutificação que irão surgir. Esses galhos posicionados dessa forma, acabam por ter circulação de seiva mais lenta, facilitando o surgimento de gemas frutíferas pelo acúmulo de carboidratos.

Mas esses galhos também podem ser podados, sofrer pequenas intervenções para corrigir por exemplo: galho que está arqueado próximo ao solo, galho que está paralelo a outro, galho que cruza com outro melhor posicionado e partes do galho que está ganhando muita altura.

Os cortes devem ser rentes, evitando deixar tocos e realizados de forma que fiquem inclinados (em ângulo de 45°), contrários a gema mais próxima. Após a realização da poda de limpeza no caqui, deve-se passar nos cortes pasta ou calda à base de cobre (calda bordalesa), ou mesmo tinta látex para proteção contra fungos e apodrecimento por infiltração de água.

Para mais informações, assista ao vídeo de como podar caqui e siga nas redes sociais para acompanhar as postagens:



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem