Pimenta-de-macaco (Piper aduncum) e suas propriedades medicinais

 
folhagem-verde-escuro-da-pimenta-de-macaco-ou-falso-jaborandi


Pimenta-de-macaco, pimenta-longa, falso-jaborandi, aperta-ruão ou matico


Família - Piperaceae

Nome científico - Piper aduncum L.

Origem - nativa


Piper aduncum é uma espécie vegetal que ocorre na América Central, Antilhas e América do sul. No Brasil ela está presente como planta nativa e com ampla distribuição pelo país, onde vegeta de forma pioneira e preferencialmente em solos úmidos de bordas de florestas e áreas antropizadas como pastagens e quintais.

Ela pertence a família Piperaceae, a mesma da pimenta-do-reino, e popularmente recebe alguns nomes que variam conforme as regiões, podendo ser conhecida como pimenta-de-macaco, pimenta-longa, falso-jaborandi, aperta-ruão, matico (em espanhol), além de outros.

A pimenta-de-macaco (Piper aduncum) tem como características ser uma planta arbustiva de três a seis metros de altura, com caule perfilhado, de cor verde e com a presença de nós. A copa é elíptica vertical ou globosa e formada por densa folhagem. As folhas são alternas, oval-lanceoladas, de cor verde-escuro e ásperas na página superior devido a pelos curtos e rígidos.

As inflorescências são em espigas longas, curvadas, solitárias e opostas às folhas. Visualmente elas ficam dispostas arqueadas sobre as folhas, possuem aroma picante.

Os frutos são consumidos por morcegos e popularmente são usados como condimento.

Benefícios da pimenta-de-macaco:

folhas-e-inflorescências-em-espigas-do-falso-jaborandi

A pimenta-de-macaco possui muitas propriedades medicinais e, por conta disso, vem servindo ao uso popular para o tratamento de algumas complicações de saúde.

A planta é utilizada por populares de diversos países como diurético, antisséptico, adstringente, para tratar algumas doenças ginecológicas, problemas estomacais e do fígado, contra erisipela, úlceras, hemorragias, hemorroidas, reumatismo, queda de cabelo, malária, dor de dente, entre outras.

Entre as atividades comprovadas por estudos, destacam-se ação antibacteriana, antifúngica, inseticida, antiparasitária, anti-inflamatória, adstringente, anti-hemorrágica, diurética, hipoglicemiante, anti-hipertensiva e anticancerígena.

O óleo essencial da pimenta-de-macaco apresentou eficácia contra vários micro-organismos causadores de dermatomicoses. Contra diabetes, o extrato de Piper aduncum apresentou redução dos efeitos dessa moléstia no pâncreas dos ratos utilizados como cobaias.

Compostos isolados das folhas do falso-jaborandi confirmaram atividade antiparasitária atuando com sucesso no combate aos parasitas causadores de leishmaniose, esquistossomose, doença de chagas e malária.

No Peru, estudos clínicos com pacientes na Universidade Nacional Hermilio Valdizan, demonstraram que o extrato alcoólico do matico (Piper aduncum), a uma dose via oral de 600 mg por dia, reduziu a pressão arterial em pacientes hipertensos a partir da terceira semana de tratamento.

A planta aperta-ruão também teve ação inibidora contra o desenvolvimento do câncer de mama em estudos feitos com ratos, comprovando potencial  anticancerígeno para o desenvolvimento de novos medicamentos.

A pimenta-de-macaco possui constituinte inseticida e larvicida contra os mosquitos transmissores  da dengue, malária, e contra insetos fitófagos que agem como pragas de plantas cultivadas.

Segundo a Embrapa Acre, derivados de Piper aduncum possuem alto potencial para serem utilizados como inseticida natural no controle de pragas agrícolas, principalmente em cultivos orgânicos.

Piper aduncum, sob a forma de extrato alcoólico, é indicado para pulverização de plantações para o tratamento de doenças causadas por micro-organismos, como a vassoura-de-bruxa no cacau, antracnose em bananeira, verrugose em maracujazeiro, podridões causadas por fungos em diversas plantas, e também para a lagarta-do-milho, entre outras.

Ainda segundo a Embrapa, os resíduos foliares do falso-jaborandi podem atuar como excelente biofertilizante, assim como o chorume proveniente dela, devido atividades fungicidas e tonificantes para outras plantas.

Obs: A página nossafloranossomeio não orienta quanto ao uso de plantas para o consumo e tratamento de doenças em humanos, apenas divulga estudos científicos e usos populares já existentes.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem