Publicidade

Ingá-macaco, ingá-ferradura ou ingá-peludo (Inga sessilis)

fruto-do-inga-macaco-na-arvore-com-mata-atlantica-ao-fundo


Família - Fabaceae Lindl.

Gênero - Inga Mill.

Nome científico - Inga sessilis (Vell.) Mart.

Origem - nativo do Brasil

Inga


O gênero botânico Inga é rico em espécies (por volta de 300) que se distribuem do México até a Argentina, estando presente no Brasil 134 espécies nativas. Dentre elas a espécie Inga sessilis que é endêmica do Brasil e chamada popularmente de ingá, ingá-macaco, ingá-peludo, ingá-ferradura, ingá-carneiro, além de outros nomes que variam entre as regiões.

Características do ingá-macaco:



O ingazeiro é uma planta de grande importância ecológica por fornecer alimento para os animais silvestres, como néctar, pólen, polpa e sementes dos frutos, além de enriquecer o solo com nitrogênio. Por esses benefícios, é uma excelente planta para recuperação de áreas degradadas.

O ingá-macaco ou ingá-ferradura é uma espécie que ocorre nos biomas Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica, em solos úmidos no interior e bordas de florestas, matas ciliares e várzeas.

Pode se apresentar como arvoreta ou árvore de até 20 metros de altura, com tronco reto ou tortuoso, de casca áspera com pequenas lenticelas e cor pardo-acinzentada. A copa é ampla, com densa folhagem e galhos irregulares.

 As folhas são compostas e possuem pecíolo e raque alados, nectários extraflorais e pares de folíolos elípticos-lanceolados a lanceolados, sem pelos na página superior, de margem inteira, sendo os folíolos apicais maiores que os basais.

As flores surgem de racemos axilares, possuem longos estames, cálice campanulado, corola campanulada, com 5 pétalas de cor branca aveludada na parte externa e abrem-se no fim da tarde.

Os frutos do ingá-macaco ou ingá-peludo chamam atenção pela beleza, são grandes, até 20 centímetros de comprimento por 4 centímetros de largura, são sésseis, ganham forma curvada, são lenhosos e com pelos que assemelham-se a um veludo, de cor ferrugínea com fundo verde nas faces, passando a totalmente ferrugíneo com a maturação.

Os frutos do Inga sessilis possuem a casca dura e não se abrem espontaneamente, sendo assim, acabam sendo consumidos por animais que possuem mandíbulas muito fortes e aves com bico especializado para essa finalidade, como maritacas, araras e papagaios.

As sementes são oblongas , de cor verde-acobreada e ficam envoltas por polpa branca adocicada. Elas possuem alta taxa germinativa, porém são recalcitrantes, perdem rapidamente o poder germinativo ao natural.

Inga-macaco é comestível:


fruto-do-inga-macaco-aberto-mostrando-a-polpa-comestivel

O ingá possui a polpa do fruto comestível, servindo para consumo humano por ser doce e saborosa, além disso consta na medicina popular como sendo bom para a saúde, pois atua como laxante, embora até a data dessa publicação, não foram encontrados estudos científicos sobre as propriedades medicinais e nutricionais dessa espécie (Inga sessilis).

Sendo assim, para ter uma vaga ideia, será apresentado as propriedades nutricionais de outra espécie de ingá. Segundo a literatura científica, 100 gramas da polpa de Inga edulis fornece: carboidratos (15,50 g), proteínas (1,0 g), fósforo (20,0 mg), cálcio (21,0 mg), ferro (0,9 mg), além de outros em menores valores.

15-sementes-do-inga-peludo-sem-a-polpa
Sementes de Inga sessilis

tronco-do-inga-ferradura-as-margens-da-lagoa
Tronco do Inga sessilis

folhas-do-inga-peludo-com-lagoa-ao-fundo
Folhas do inga com raque alada e nectários extraflorais

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem