Bauhinia forficata: saiba sobre a pata-de-vaca brasileira

flor-da-pata-de-vaca-bauhinia-forficata-com-folhagem-da-mata-ao-fundo


Família - Fabaceae Lindl.

Gênero - Bauhinia L.

Nome científico - Bauhinia forficata Link

Origem - Nativa do Brasil ( Mata Atlântica e Pampa)

A espécie Bauhinia forficata é uma árvore conhecida como pata-de-vaca, pata-de-vaca-verdadeira, pata-de-vaca-brasileira, unha-de-vaca, mão-de-vaca, casco-de-vaca e pé-de-boi devido ao formato das suas folhas.


Ela é a pata-de-vaca da Mata Atlântica, ocorre do nordeste ao sul do país, porém ainda existem mais algumas espécies, subespécies e variedades um pouco similares que também podem ser denominadas de tal forma e que também são nativas das matas brasileiras.

Já no paisagismo e arborização urbana a espécie mais comumente utilizada é outra pata-de-vaca, a de origem asiática e de nome científico Bauhinia variegata, que pode ter as flores lilás ou também branca, mas apesar de ter as folhas com o mesmo formato, as diferenças entre elas são nítidas, tanto na folha quanto na flor.

Características da Bauhinia forficata:


um-ramo-pendente-com-folhas-bilobadas-da-pata-de-vaca-bauhinia-forficata
Folhas bilobadas e com ápice agudo da Bauhinia forficata

A pata-de-vaca (Bauhinia forficata) é uma árvore pioneira a secundária inicial, possui porte pequeno, entre 5 a 10 metros de altura, podendo ter o tronco reto ou tortuoso, e casca lisa ou levemente fissurada e de cor parda.

A copa pode apresentar-se globosa ou irregular, com ramos estendidos e abertos. Os ramos dessa espécie possuem 1 ou 2 acúleos, semelhantes a espinhos, pequenos e curvados junto a base dos pecíolos. Os pecíolos medem cerca de 2 centímetros de comprimento e são levemente caniculado.

As folhas são alternas, ovadas, bilobadas, possuem 2 lobos com ápice agudo característico da espécie, têm consistência cartácea e tonalidade brilhante na face superior, são lisas nas duas faces, ou com pelos na face de baixo, e com margem inteira. No ramo coletado como amostra, a folha maior mediu 11 centímetros de comprimento por 8 centímetros de largura.

Essa pata-de-vaca floresce na primavera e verão, a inflorescência é axilar, a flor é branca, com 5 pétalas longas e estreitas, com formato de espátulas, possui 10 estames longos e não apresenta cheiro. A espécie abre as flores ao anoitecer, tendo a senescência pela manhã seguinte.

O fruto é uma vagem comprida, achatada, com ápice pontiagudo e de cor marrom quando amadurece, geralmente medindo até 20 centímetros de comprimento e até 3 centímetros de largura. As sementes são ovaladas e achatadas, em número de 5 a 10. A frutificação varia conforme as regiões, mas no geral ocorre entre abril a dezembro.

A dispersão das sementes da Bauhinia forficata é barocórica, ou seja, do tipo explosiva onde as sementes são lançadas distantes da planta mãe. Elas possuem alto poder germinativo, com rápida germinação e desenvolvimento das mudas. Em viveiros a emergência das plântulas se dá logo após a primeira semana de semeadura

Para fazer mudas de pata-de-vaca, apesar das sementes não possuírem dormência, pode-se deixar as sementes de molho na água por 24 ou 48 horas, ou fazer imersão em água com temperatura a 80° C por 10 minutos afim de agilizar a germinação.

Benefícios da pata-de-vaca:

flor-branca-da-pata-de-vaca-com-vegetacao-verde-da-mata-ao-fundo
A Bauhinia forficata tem o florescimento noturno 

A pata-de-vaca Bauhinia forficata serve ao uso popular como planta medicinal, e isso ocorre desde longa data pelos povos nativos até os dias atuais pela população em geral, tanto que ela é facilmente encontrada  no mercado de produtos fitoterápicos.

Segundo o conhecimento popular, a pata-de-vaca serve para o tratamento contra tosse, resfriado, infecção urinária, diarreia, elefantíase, serve como diurética, cicatrizante, para baixar o colesterol e principalmente para o controle do diabetes através do chá das folhas.

Sobre a ação antidiabética, consta na literatura que o primeiro estudo afim de confirmar a atividade hipoglicemiante foi realizado em 1929, desde então muitos outros estudos foram e continuam sendo realizados para averiguar todas as propriedades medicinais da pata-de-vaca.

Entre essas propriedades, têm-se a confirmação das atividades antioxidante, anti-inflamatória, anticoagulante, diurética, hipocolesterolemiante, hipoglicemiante e antimicrobiana contra as bactérias E. coli e Staphylococus aureus.

Outras atividades como a vermífuga e antigonorréica são relacionadas as raízes, e a atividade purgativa as flores.

Já quanto aos possíveis efeitos tóxicos, estudos sugerem que o alto consumo da planta pode levar a disfunção na glândula tireoide (hipotireoidismo).

* Conheça também outras plantas listadas na categoria plantas medicinais

Dentre os benefícios ambientais a pata-de-vaca-verdadeira é uma ótima opção para arborização de jardins e de ruas devido a proporcionar boa sombra e pelo porte baixo, podendo ser plantada até mesmo sob fiação elétrica. Outra recomendação é a sua utilização para recuperação de áreas degradadas nas suas regiões de origem.

imagem-da-copa-da-pata-de-vaca-verdadeira-com-ramos-irregulares-e-pendentes
Visão geral da copa da Bauhinia forficata

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem