Publicidade

Austroeupatorium inulaefolium: um arbusto silvestre de flores perfumadas

ramo-florido-da-especie-austroeupatorium-inulaefolium-com-as-paniculas-formando-um-buque-de-flores-brancas


Família - Asteraceae Bercht. & J. Presl

Tribo - Eupatorieae Cass.

Gênero - Austroeupatorium R. M. King & H. Rob.

Nome científico - Austroeupatorium inulaefolium (Kunth) R. M. King & Hob.

Origem - nativa do Brasil

A espécie Austroeupatorium inulaefolium é um arbusto originário de vários países das Américas, ocorrendo de forma nativa do Panamá até a Argentina onde pode ser conhecido como cambará-de-bicho, mariposera e sálvia-amarga.


Características:


imagem-do-arbusto-cambara-de-bicho-florido-em-meio-ao-mato
Aspecto do arbusto

A planta é uma herbácea perene de flores muito perfumadas, com floração no outono, e que habita várias formações vegetais, tanto em solos permeáveis quanto úmidos e a sol pleno, como bordas de matas, savanas, campos rupestres, várzeas e beiras de estradas.

Dentre as características morfológicas, a espécie tem porte ereto entre 2 a 3 metros de altura, o caule é cilíndrico, estriado da base até a região mediana e nas partes superiores pubescentes e purpúreos. 

As folhas são pecioladas e opostas, podendo ocorrer de forma subopostas na parte superior do ramo, ou até de forma alternada. A lâmina foliar é glandulosa, oval-lanceolada a oblonga, com ápice acuminado, base atenuada a decorrente em direção ao pecíolo, margem crenado-denteada, possui textura membranácea a subcartácea e três nervuras principais, na face superior é coberta por pelos curtos e rígidos, e na face de baixo puberulenta e verde mais claro.

imagem-de-um-ramo-com-folhas-opostas-com-dentes-arredondados-nas-margens
Aspecto das folhas da espécie A. inulaefolium

As inflorescências do cambará-de-bicho são do tipo panículas corimbiformes que possuem capítulos campanulados com três a quatro séries de brácteas involucrais desiguais, ovadas a oblongas, com estrias longitudinais, margem ciliada e ápice arredondado; possuem flores de cor branca com aroma adocicado.

Os frutos são cipselas negras de costelas claras, com papus cerdosos e corpopódio claramente visível. As sementes são dispersadas pelo vento.

Propriedades medicinais do cambará-de-bicho:


imagem-da-regiao-basal-do-caule-estriado-e-de-cor-acinzentado
Base do caule

Em alguns países a espécie Austroeupatorium inulaefolium é utilizada por povos de comunidades rurais como planta medicinal para tratar cólicas menstruais, febre, azia, diabetes, hemorróidas, inflamações na garganta e pneumonia; também é empregada como inseticida contra carrapatos e piolhos em animais.

Em condições laboratoriais na Universidade de Caldas, na Colômbia, a planta mostrou efeito antibacteriano contra scherichia Ecoli, causadora de infecções intestinais e urinárias; Pseudomonas aeruginosa, causadora de infecções distintas pelo corpo; e Klebsiella pneumoniae, causadora de pneumonia e outras infecções.

Já estudos realizados na Universidade Federal de Juiz de Fora revelaram as atividades antioxidante e anti-inflamatória.

um-capitulo-sobre-a-mesa-com-destaque-para-as-bracteas-desiguais
Imagem ampliada do capítulo com brácteas desiguais e ápice arredondado 

Obs.: A página nossafloranossomeio não orienta quanto ao uso de plantas para finalidades terapêuticas, apenas descreve sobre a espécie e suas propriedades mencionadas na literatura científica.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem