Publicidade

Psychotria nuda: um arbusto da Mata Atlântica




Família - Rubiaceae Juss.

gênero - Psychotria L.

Nome científico - Psychotria nuda Cham. & Schltdl. Wawra

Origem - nativa

A espécie Psychotria nuda é uma planta nativa do Brasil e que ocorre exclusivamente no bioma Mata Atlântica, na Floresta Ombrófila Densa e Floresta Estacional Semidecidual, desde Minas Gerais até o Rio Grande do Sul.

Ela é um arbusto do sub-bosque, vive em ambientes sombreados e úmidos do estrato inferior das florestas, principalmente das florestas primárias. Alguns botânicos a classificam como secundária tardia e como clímax tolerante à sombra.

Dentre as características morfológicas, a espécie Psychotria nuda possui porte em média de 4 metros de altura; os ramos são cilíndricos e glabros; copa muito ramificada com folhas pecioladas, simples, opostas, com consistência subcoriácea, de formato elíptico a ovado, possui ápice acuminado, base atenuada, margem inteira, glabras em ambas as faces, sendo a superior de cor verde-escura e a inferior verde-clara e com nervuras primárias e secundárias evidentes. 

As flores são sésseis, ou seja, não têm haste, são tubulares, possuem cálice persistente de cor vermelha e a corola é amarela.

O fruto é do tipo drupa, de cor verde quando imaturo e de cor anil quando maduro. Possui polpa branco-esverdeada e quase sempre duas sementes de cor preta, rugosas, com um lado plano e outro convexo.

A planta Psychotria nuda floresce no verão até o início do inverno, e a frutificação é longeva, podendo ocorrer durante todo o ano. Ela é um arbusto que oferece recurso alimentar para alguns animais, como abelhas dos gêneros Euglossa e Bombus, beija-flores, mariposas, borboletas e alguns pássaros como o tié-preto que consome os frutos e ajuda a dispersar suas sementes.

 Além da dispersão feita por alguns pássaros, ela também é realizada pela ação gravitacional e, por esse motivo, é muito comum serem encontradas mudas próximas da planta mãe garantindo a alta densidade de indivíduos por hectare da floresta.

Para fazer mudas de Psychotria nuda, o melhor método é por estaquia semilenhosa da planta devido apresentar fácil enraizamento, já que por sementes ela possui baixa e lenta taxa de germinação.

A espécie é recomendada para recuperação de áreas degradadas nas regiões em que é originária e como planta de pequeno porte para arborização de ruas e jardins.

um-ramo-com-flor-de-cores-vibrantes-entre-as-folhas-verde-escuras
Psychotria nuda possui flor de cores vibrantes entre as folhas 

ramo-com-dois-frutos-arroxeados-entre-a-folhagem-verde-escura
Fruto maduro e de cor anil da Psychotria nuda

Folhagem adensada e verde-escura

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem